• 1 – Sua História

    O Seminário Teológico Presbiteriano “Rev. José Manoel da Conceição” foi implantado em São Paulo em 11 de Fevereiro de 1980, como extensão do Seminário Presbiteriano do Sul, mas graças ao seu rápido desenvolvimento foi emancipado pelo Supremo Concílio em Julho de 1982. A primeira turma formou-se em Julho de 1984, curso noturno. Em Fevereiro de 1992, começou o Bacharelado de Música Sacra e, no ano seguinte, o Bacharelado em Teologia diurno. Em 1992 foi criado o Centro de Pós-Graduação Dr. Andrew Albert Jumper que, 5 anos depois, mudou sua sede para o Mackenzie. Em apenas 30 anos de história o JMC é reconhecido como um dos melhores Seminários Teológicos do país.

  • 2 – A cidade de São Paulo

    O aluno que chega no JMC depara-se com uma experiência cultural interessante. São Paulo, maior cidade da América do Sul, com seus 11 milhões de habitantes, locomotiva econômica que participa em mais de 10% no PIB do Brasil, ocupa a 10ª colocação no ranking das cidades mais ricas do mundo. Centro de negócios e serviços onde estão 63% das multinacionais estabelecidas no Brasil, possui a sexta maior bolsa de valores, os maiores bancos, agências de publicidade, entre tantos outros exemplos. A cidade tem hoje uma rede médicohospitalar pública e privada com 1.770 estabelecimentos de saúde, que emprega 45.500 médicos, e está entre as líderes mundiais do setor, tanto em tecnologia, quanto na excelência dos serviços. Conta com mais de 30 mil estabelecimentos de gastronomia e inúmeras opções culturais e de entretenimento nos 39 centros culturais, 9 salas de concerto, 44 parques, mais de 400 teatros e cinemas, e 124 museus. Setenta etnias e culturas diferentes, terceira maior cidade italiana do mundo, maior cidade libanesa, japonesa, portuguesa e espanhola fora desses respectivos países. O multiculturalismo faz com que São Paulo fale muitos idiomas, encurtando a rota do entendimento, da colaboração entre os povos. (Extraído e adaptado do site da Prefeitura de São Paulo – www. prefeitura.sp.gov.br

  • 3 – Sua estrutura

    Campus com 1.200 m², 6 amplas salas de aula com projetores multimídia, mapoteca com os principais mapas do período bíblico, capela com capacidade para 130 pessoas, internet livre em todo o campus, grêmio acadêmico com computadores, impressoras, livraria teológica e salas de música. Nos computadores do grêmio estudantil, além de poder fazer os trabalhos do Seminário o aluno tem acesso às suas notas e faltas em cada disciplina.

  • 4 – A Biblioteca

    Com um acervo especializado de mais de 22 mil volumes, a biblioteca do JMC oferece toda a estrutura para pesquisa e estudos nos mais variados campos da Teologia. Além deste acervo, o aluno tem ao seu alcance a biblioteca do Centro de Pós Graduação Andrew Jumper, 7 bibliotecas da Universidade Presbiteriana Mackenzie e mais 107 bibliotecas municipais espalhadas pela cidade.

  • 5 – Alojamentos

    Os alojamentos do JMC têm capacidade para alojar 47 solteiros e 22 casados, com suas famílias em amplos apartamentos. Além destas vagas, algumas igrejas em São Paulo oferecem moradia para alunos.

  • 6 – Os Trabalhos nas Igrejas

    Os seminaristas dispostos a trabalhar rapidamente encontram campo nas igrejas. Já no primeiro ano os alunos recebem convites e, além da experiência adquirida, lançam as horas de trabalho no programa de estágios do Seminário.

  • 7 – O Evangelismo JMC

    Duas vezes por semestre o aluno do JMC sai a campo para evangelizar com seus colegas. O Seminário reúne todos os alunos e se dirige a um bairro ou cidade da grande São Paulo para cooperar com o trabalho de evangelização da Igreja local. Ao final do curso, o aluno conta com, pelo menos, 16 evangelismos coletivos, com experiências marcantes e diferenciadas. O plano é que o aluno, depois de formado, continue fazendo este trabalho em seu ministério.

  • 8 – Viagens Missionárias

    O JMC foi o primeiro seminário a ingressar no projeto Despertando Vocações da IPB que tem por finalidade despertar seminaristas para a plantação de Igrejas. Na primeira viagem, em Julho de 2008, diretor e 6 alunos partiram para o Rio Grande do Sul e, durante 15 dias, cruzaram o estado pregando o Evangelho. Em todas as outras viagens missionárias o Seminário JMC esteve presente, tendo o seu diretor como líder de algumas delas.

  • 9 – Centro de Missões JMC

    O Centro de Missões JMC é o local onde se encontram os seminaristas que têm chamado missionário. Ali eles oram, compartilham planos, recebem orientação e notícias dos campos. O Centro funciona também como um local próprio para o despertamento de vocações missionárias.

  • 10 – Estágio Missionário JMC

    Em fase final de estruturação o Estágio Missionário JMC possibilita aos alunos o envio ao campo para uma experiência missionária de 6 meses a 1 ano. No último ano do curso o aluno é enviado para o estágio missionário e ao retornar retoma suas disciplinas concluindo o curso um pouco depois, mas agregando em sua formação a experiência missionária vivida no campo.

  • 11 – Treinamento em Capelania Hospitalar

    O JMC mantém um convênio com a ACEH – Associação de Capelania Evangélica Hospitalar que possibilita ao aluno do JMC um treinamento prático em Capelania, orientado diretamente pela Dra. Eleny Vassão.

  • 12 – Os Preletores Internacionais

    Por estar em uma das principais cidades do mundo, o aluno do JMC tem a oportunidade de ouvir preletores internacionais. Veja alguns que já passaram pelo JMC: Michael Horton, Joel Beeke, Donald Carson, Stuart Olyott, Robert Heerpink, Roger Greenway, Francisco Leonardo Schalkwijk, John Hesselling, Daniel Kim, Elias Medeiros, Henk Geertsema, Jerram Barrs, Peter Jones, David Searle, Simon Kistemaker, Sidney Greidanus, Daryl Hart, Laird Haris, Luder Whitlock, James Kelly, Tim Brewer, Anthony Hoekema, Moisés Silva, Richard Gaffin, Fred H. Klooster e Gerard Van Groningen.

  • 13 – Os Professores

    O JMC tem um corpo docente altamente qualificado formado por 28 professores, sendo 7 doutores, 15 mestres, 4 especialistas e 2 bacharéis. Mais da metade dos professores (16) foi formada pelo JMC e boa parte do corpo docente leciona no Centro de PósGraduação Andrew Jumper. Eis os nomes: Rev. Ageu Magalhães, Rev. Alderi Matos, Rev. Cláudio Marra, Rev. Christian Brially, Rev. Daniel Manoel, Rev. Daniel Piva, Rev. Daniel Santos, Rev. Dario de Araújo, Rev. Davi Manço, Rev. Donizeti Ladeia, Rev. Fabiano de Almeida, Fernando Jorge Maia Abraão, Rev. Filipe Fontes, Rev. George Canêlhas, Rev. Gildásio Reis, Rev. Heber Carlos de Campos Jr., Rev. Hermisten M. P. Costa, Rev. Jair de Almeida Jr., Rev. João Alves, Rev. João Paulo Thomaz de Aquino, Rev. Jô- natas Abdias, Rev. Leandro Lima, Rev. Onezio Figueiredo, Mto. Parcival Módolo, Prof.ª Raquel Castro, Rev. Tarcízio José, Rev. Valdeci Santos e Rev. Wilson Santana.

  • 14 – Excelência no Ensino

    O alto nível do corpo docente proporciona excelência de ensino. Aliado à qualidade do conteúdo, o JMC conta com um plano detalhado de racionalização das exigências acadêmicas para que o aluno não fique sobrecarregado com o número de trabalhos exigidos no curso.

  • 15 – Módulos no Andrew Jumper e Congressos Internacionais do Mackenzie

    De tempos em tempos os alunos do JMC são convidados para assistirem a módulos no Centro de Pós-Graduação Andrew Jumper e nos congressos internacionais da Universidade Presbiteriana Mackenzie. Muitas vezes, o JMC dispensa os alunos das aulas para que participem dos congressos.

  • 16 – Cursos Livres

    O JMC mantém um cronograma de cursos rápidos abertos ao público evangélico em geral e gratuitos aos alunos do Seminário. Além disso, o Seminário mantém convênio com institutos bíblicos da região visando a ministração destes cursos.

  • 17 – Curso de Música Sacra

    O curso livre de Música Sacra visa preparar pessoas para executarem o trabalho da música nas igrejas, associações e outros ambientes comunitários, especialmente os litúrgicos. Alunos característicos serão regentes, cantores, instrumentistas, que já desenvolvem algum trabalho junto às suas igrejas, mas que procuram melhores recursos técnicos. Tem sido comum a alunos do Bacharelado e familiares cursarem música enquanto estão em São Paulo. A coordenação do curso é do competente e reconhecido maestro Parcival Módolo.

  • 18 – Capelão e Psicóloga

    Os alunos do JMC contam com todo o suporte espiritual e emocional para enfrentar os desafios  de um curso altamente exigente. O capelão, Rev. Onezio Figueiredo, é pastor experiente, ordenado em 1968. Além do pastorado em diversas igrejas pelo Brasil, Rev. Onezio também foi diretor de Seminário Teológico, professor em faculdade secular e membro de diversas comissões especiais do Supremo Concílio. Escreveu mais de 10 livros e, além de pastorear os alunos e suas famílias, leciona as disciplinas “Vocação e Espiritualidade” e “Constituição e Ordem da IPB”.

    Professora Raquel Castro é psicóloga do Seminário desde 1990. Assim que chegam, os alunos passam por sua avaliação e acompanhamento durante todo o curso. Além de lecionar as disciplinas de Psicologia Geral e Psicologia da Religião ela também dá assistência às famílias dos alunos quando necessário.

  • 19 – O Conte Comigo

    Este trabalho foi criado por um grupo de esposas de pastores para ajudar as esposas dos seminaristas em suas dificuldades atuais e prepará-las para os desafios do ministério pastoral. As reuniões são mensais e as esposas dos alunos são acolhidas com amor, criando um forte vínculo de amizade. Temas são tratados e abordados por irmãs com experiência de vida cristã e piedade, e as necessidades imediatas e futuras são colocadas diante de Deus em oração. Formam a equipe do Conte Comigo: Dna. Elizabeth Portela (esposa do Pb. Solano Portela), Dna. Meire Santos (esposa do Rev. Valdeci dos Santos), Dna. Minka Schalkwijk Lopes (esposa do Rev. Augustus Nicodemus), Dna. Zeli de Campos (esposa do Rev. Heber Carlos de Campos) e Dna. Suênia Almeida (esposa do Rev. Fernando de Almeida). As apoiadoras são a Dna. Raquel Castro (esposa do Rev. Rubens Castro, psicóloga do JMC) e Dna. Vivian Bertoni M. Magalhães (esposa do Rev. Ageu Magalhães).

  • 20 – Revisão Geral para os Formandos

    No último ano do curso, o seminarista passa pela revisão geral. Durante 10 dias, de modo intensivo, uma equipe de professores revisa os pontos mais importantes do conteúdo programático. Com este programa, o aluno sai do Seminário melhor preparado para enfrentar os desafios dos exames conciliares, bem como, o início do seu ministério.

  • 21 – Centro de Mentoria JMC

    Mesmo fora do JMC, o vínculo com esta Casa de Profetas não termina. Por meio do Centro de Mentoria JMC, o ex-aluno recebe, semanalmente, materiais de apoio ao seu ministério e preserva o vínculo criado nos seus anos de estudo. O Seminário faz questão de continuar investindo nos seus ex-alunos, agora no Ministério Sagrado;.