AIDS! Uma chamada ao arrependimento

Por Conrad Mbewe

 

“Ou cuidais que aqueles dezoito sobre os quais desabou a torre de Siloé e os matou eram mais culpados que todos os outros habitantes de Jerusalém? Não eram, eu vo-lo afirmo; mas, se não vos arrependerdes, todos igualmente perecereis.” (Lucas 13.4,5)

 

Nosso interesse em notícias sobre calamidades

Se existe algo peculiar à raça humana é o nosso interesse por notícias. E, admiravelmente, as que mais despertam nossa atenção são as notícias sobre calamidades. Através do rádio, da televisão ou dos jornais, estamos constantemente ouvindo a respeito de milhares de pessoas que estão sendo mortas em diferentes partes do mundo. Um dos importantes assuntos de nossos jornais é a AIDS. A mídia não fala com tanta importância quanto deveria a respeito deste assunto; mas o Caderno Social é o primeiro que a maioria procura ler nos jornais, a fim de saber qual pessoa importante também adquiriu a doença. E, se você começa a perder peso, iniciam-se os boatos dizendo que você está com AIDS!

A tragédia de tudo isso não está no silêncio da mídia oficial, tampouco na excitação da mídia popular, mas na incapacidade de se interpretar “a escritura na parede”1. O que Deus está querendo nos dizer através do flagelo de AIDS? Parece que a maior parte das autoridades em AIDS está interpretando a “escritura na parede” no sentido de que todos devemos sempre ter preservativos conosco a vida toda ou no sentido de que o Estado deve fornecer gratuitamente milhares e milhares de preservativos, de modo que estes se tornem tão abundantes quanto a grama ao nosso redor. Esse tipo de interpretação errônea não é novidade. O Senhor Jesus Cristo abordou um erro semelhante em seus próprios dias, um erro descrito na passagem bíblica citada no início. Na interpretação dos discípulos, a tragédia mencionada naqueles versículos alcançou somente aqueles que avançaram muito em seu pecado. Esse tipo de interpretação também estava errada.

A AIDS é um julgamento, mas… É verdade que o flagelo de AIDS, de alguma maneira, está relacionado com Deus. Ele mesmo disse: “Eu formo a luz e crio as trevas; faço a paz e crio o mal; eu, o SENHOR, faço todas estas coisas” (Is 45.7). Porém não é correto pensar que aqueles sobre os quais este flagelo vêm são mais ímpios do que os não atingidos por ele. Quando Deus envia julgamento sobre a terra, os inocentes também são destruídos nele. O dilúvio da época de Noé assolou inclusive aqueles que haviam acabado de nascer. Quando Deus fez chover fogo e enxofre sobre Sodoma e Gomorra, Ele poupou os bebês? Portanto, não devemos pensar que são maiores pecadoras do que nós as pessoas cujas vidas estão sendo consumidas pela AIDS. Algumas delas estão indo para o sepulcro por causa da irresponsabilidade criminosa de seus cônjuges.

 

Uma correta interpretação da AIDS

O Senhor Jesus disse que a maneira correta de interpretarmos a “escritura na parede” é vê-la como uma chamada para que todos nos arrependamos. Ele afirmou: “Se não vos arrependerdes, todos igualmente perecereis”. O fato de que este flagelo ainda não o apanhou indica que até agora você está na época da graça de Deus. Não significa que você não é um pecador. Sempre que seus olhos virem alguém morrendo de AIDS, você deve afirmar: “Pela graça de Deus, não estou nesta situação”. O bondoso Deus ainda está lhe dando oportunidade para se arrepender de todos os seus pecados e experimentar o perdão que Ele concede a todos os que crêem em seu Filho. As calamidades têm o propósito de causar reflexão e levá-lo a meditar sobre como Deus vê a sua vida. Ele está feliz com a sua maneira de viver?

 

A resposta é o arrependimento, e não preservativos

Enquanto a AIDS continua ceifando dezenas de milhares entre nós, não caiamos na onda das campanhas dos preservativos. A “escritura na parede” não pode ser obscurecida por homens de negócios que desejam ganhar espaço no mercado, oferecendo-lhe seus invendáveis preservativos. Deus o está chamando a acertar a sua vida com Ele, antes que você também seja conduzido à eternidade. A morte está de espreita pelas ruas. Talvez você seja a próxima vítima. Esteja certo de que já está preparado para quando chegar a sua vez, quer seja por causa da AIDS, quer não. Reconheça e abandone seus caminhos pecaminosos. Não endureça seu coração. Em Cristo existe salvação plena e gratuita para todos que vierem a Ele com verdadeiro arrependimento e fé. Amém!

 

Notas do Editor:

1 Referência à “escritura na parede”, em Daniel 5.5, que comunicava uma mensagem de juízo da parte de Deus, embora não entendida pelos que a viram, até que Daniel apresentou a devida interpretação.

2 O pastor Conrad Mbewe reside e pastoreia na República de Zâmbia, país na África Meridional. Este país integra a região de maior incidência de vítimas da AIDS em todo o mundo. Alguns dos parentes do autor estão entre os vitimados. Sua igreja realiza um ministério específico dirigido aos doentes da AIDS e seus familiares.

Comments